O Relacionamento Conjugal

O RELACIONAMENTO CONJUGAL 

q  Deus espera que o casamento seja um compromisso entre um homem e uma mulher, baseado nos princípios do amor bíblico e com duração para o restante da vida. O relacionamento entre Jesus Cristo e a Sua Igreja é o exemplo supremo de amor e compromisso que deve ser seguido pelo marido e pela esposa em seu relacionamento mútuo (baseado em Eclesiastes 9.9; Malaquias 2.14; Mateus 19.3-6; Marcos 10.6-9; 1Coríntios 13.4-8a; Efésios 5.21-33)  

O MODELO BÍBLICO PARA O CASAMENTO 

q  Embora sejam poucas as passagens da Palavra de Deus que abordam especificamente o relacionamento conjugal, elas providenciam TUDO quanto é necessário para entendermos a perspectiva sublime que Deus tem do casamento (Gênesis 1.27-28, 2.18-25; Mateus 19.3-6; 1Pedro 3.1-9)  

I. DEUS ORDENOU O CASAMENTO 

No ato do casamento, você se compromete diante de Deus numa aliança de companheirismo com o seu cônjuge para o restante da vida (Marcos 10.6-9)

Apenas o pecado e a dureza de coração de um cônjuge pode levar à quebra da aliança matrimonial (Marcos 10.4-5)

O seu relacionamento conjugal deve ter como modelo o relacionamento do Senhor Jesus Cristo com a Sua Igreja (Efésios 5.21;24-27)

  II. DEUS ESTABELECEU O CARÁTER DO CASAMENTO 

O amor bíblico para com o seu cônjuge deve ter por fundamento oamor de Deus para com você e deve ser praticado com base no desejo de agradar ao Senhor (1Jo 4.7-11; Lc 14.26)

O casamento deve ser um relacionamento de uma só carne, não apenas no aspecto físico, mas em questão de mente e propósitos(Gn 2.24; Mt 19.5-6)

 C.  Aos olhos de Deus, os cônjuges têm o mesmo valor (Gl 3.28), mas responsabilidades diferentes (Ef 5.23-25; 1Pe 3.1-7) 

Os cônjuges devem buscar a unidade no pensar e no julgar (1Co 1.10)

Todas as decisões devem ter por base os princípios da Palavra de Deus (Sl 19.7-11)

Ceder ao seu cônjuge em questão de preferência ou opinião é ser amável (Rm 12.10)

III. CASAMENTO COMO FUNDAMENTO PARA A SOCIEDADE  

  1. O casamento dá estabilidade social aos relacionamentos eresponsabilidades (Gn 1.28; 2.18,23-24)

  2. O casamento dá estabilidade necessária para gerar e criar filhos (Gn 1.28a; Sl 127.3)

  3. Um relacionamento conjugal em moldes bíblicos serve de critério para avaliação da maturidade e do desenvolvimento de possíveis líderes da igreja (Tt 1.5-6)

 IV. DEUS DESIGNOU ALGUNS PARA RECEBEREM A BÊNÇÃO DE FICAREM SOLTEIROS 

  1. Se você for solteiro, esta é uma ótima oportunidade para ministrarna vida da igreja local, visto que você não tem as responsabilidades ou possíveis distrações, próprias das pessoas casadas (1Co 7.32-34)

 CONFLITOS CONJUGAIS:
O CAMINHO DO HOMEM X O CAMINHO DE DEUS
 

  • Muitos dos conflitos conjugais resultam de uma vida cujo propósito é agradar a si mesmo e não ao Senhor. Tais conflitos podem ser resolvidos e, quando tratados biblicamente, são verdadeiras oportunidades para o crescimento espiritual (Mateus 5.3-16; Rm 5.3-5, 8.28-29; 2 Coríntios 4.7-10)

 I. SE O SEU PROPÓSITO DE VIDA FOR A SATISFAÇÃO PESSOAL, CADA CÔNJUGE CULPARÁ O OUTRO PELOS PROBLEMAS E DIFICULDADES, EMBORA AMBOS ESTEJAM PECANDO II. QUANDO O CASAL TEM COMO PROPÓSITO DE VIDA A SATISFAÇÃO PESSOAL, A TENDÊNCIA SERÁ RESOLVER OS CONFLITOS CONJUGAIS À MANEIRA DO HOMEM 

A.                 Comprometer princípios bíblicos para resolver os conflitos

B.                 Trocas e barganhas para conseguirem o que querem

C.                 Basear as decisões na auto-imagem positiva

D.                 Procurar alguém “mais compatível

E.                 Procurar razões para abandonar o lar

F.                 Deixar que “sentimentos” e “emoções” determinem as suas ações  

III. DEUS DESEJA QUE OS PROBLEMAS CONJUGAIS SEJAM RESOLVIDOS PARA O BEM DOS CÔNJUGES, À MEDIDA QUE CADA UM DELES PROCURA AGRADAR AO SENHOR NO RELACIONAMENTO CONJUGAL 

  1. Deus ordena que o cônjuge crente O ame e obedeça à Sua Palavra (Mt 22.37-38)

  2. Se um crente considerar o seu cônjuge superior a si mesmo, ele lidará com todas as dificuldades de modo agradável ao Senhor.

  IV. OS CÔNJUGES DEVEM SE APROXIMAR MAIS DE DEUS, ESPECIALMENTE EM ÉPOCAS DE CONFLITO 

  1. À medida que ambos os cônjuges crentes se aproximam individualmente de Deus, eles se aproximam um do outro (Ef 4.1-3; 5.1-2,21-33)

  2. Ainda que apenas um dos cônjuges se aproxime de Deus, esta comunhão é o melhor incentivo para conduzir o outro cônjuge ao Senhor (1Pe 3.1,7)

 UM CRENTE PODE AMAR O SEU CÔNJUGE MESMO QUE NA SITUAÇÃO ADVERSA ELE PAREÇA SEU INIMIGO, POIS O AMOR DE DEUS NÃO DEPENDE DOS SENTIMENTOS. 

Desde Igreja Batista Esperanca Salvador Bahia

 

 

Advertisements
This entry was posted in Portugues. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s